News

Nove crianças morrem após explosão de antiga mina terrestre no Afeganistão

Um velho mina terrestre encontrado por crianças no leste do Afeganistão explodiu enquanto brincavam com ele, matando nove crianças, disse um porta-voz do Taleban na segunda-feira.

A mina, que as crianças encontraram perto da sua aldeia no distrito de Gero, na província de Ghazni, existia há décadas, disse Hamidullah Nisar, diretor do departamento de informação e cultura do Talibã em Ghazni.

Ele disse que a explosão de domingo matou cinco meninos e quatro meninas de 5 a 10 anos de idade.

“Uma mina não detonada que sobrou da época da invasão russa explodiu quando eles estavam brincando com ela”, disse Nisar, segundo a AFP. “Infelizmente, matou nove crianças.”

Também no domingo, outra criança morreu e mais cinco pessoas ficaram feridas quando munições não detonadas explodiram na província de Herat, informou a AFP, citando uma publicação nas redes sociais da polícia local.

O Afeganistão sofreu décadas de guerra e continua a ser altamente perigoso para as crianças que recolhem sucata para vender para sustentar as suas famílias. Muitos são mortos ou mutilados quando se deparam com munições não detonadas.

Afeganistão
Um desminador afegão procura minas terrestres no distrito de Zhari, em Kandahar, Afeganistão, na segunda-feira, 9 de janeiro de 2017. Depois de um quarto de século de guerra, o Afeganistão ainda está repleto de antigas minas terrestres e outras munições não detonadas.

Fotos AP/Allauddin Khan


Áreas do Afeganistão estão repletas de minas, granadas e morteiros por explodir, que sobraram desses períodos de conflito, desde a invasão soviética em 1979, a guerra civil que se seguiu e os 20 anos de insurgência talibã contra governos apoiados por estrangeiros.

Embora a violência tenha diminuído drasticamente desde o Taliban tomou o poder em Agosto de 2021, pondo fim à sua insurgência, os engenhos não detonados e as minas continuam a ceifar vidas regularmente, com o Comité Internacional da Cruz Vermelha a afirmar que as crianças são as principais vítimas.

Desde 1989, registou-se que cerca de 44.000 civis afegãos foram mortos ou feridos por minas terrestres e resíduos explosivos de guerra, de acordo com o Serviço de Ação contra Minas das Nações Unidas (UNMAS). Um relatório da UNICEF para 2022 documentou cerca de 700 crianças mutiladas ou mortas – quase 2 crianças por dia – por engenhos explosivos.

A Agence France-Presse contribuiu com reportagens.

Source link

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button